Quando Uma Hora Vale 60 Minutos!

Tempo de leitura: 7 minutos

Gestão do Tempo - Quando Uma Hora Valem 60 Minutos
Uma coisa que nunca conseguimos recuperar é o tempo perdido. Fazer uma boa gestão do tempo é essencial para se ter sucesso e ser realizado em casa e no trabalho.

Em uma época em que é fácil dispersar e perder o foco, desenvolver uma gestão do tempo eficaz é cada vez mais importante para a produtividade. Veja aqui como realizar isso.

Afinal, a velha máxima que prega que “tempo é dinheiro” nunca caiu em desuso. Sobretudo em uma época em que é comum que nossa atenção seja requisitada pelas mais diversas atividades. Gadgets, redes sociais e um mundo de possibilidades podem dispersar nosso foco, e fazer com que não sejamos capazes de dar conta das tarefas que realmente importam; é por isso que uma gestão do tempo firme faz toda a diferença.

Mas do que se trata a gestão do tempo?

Ora, trata-se exatamente disso: da gerência do tempo. Mais especificamente do saber e conseguir usá-lo para realizar as atividades que considera mais importantes, seja profissional ou pessoalmente. Assim, você conseguirá se organizar melhor e principalmente aumentar sua produtividade.

Pois, se você pensar bem, verá que o tempo é o mesmo para todos, certo? Que temos 24 horas para realizarmos o que for preciso. Então, por que será que alguns conseguem produzir muito mais do que outros?

Bem, claro que isso também depende da personalidade e atitude. Mas, com certeza, uma boa gestão do tempo impacta diretamente no desenvolvimento de um trabalho. Por meio dela, podemos fazer uma hora render muito mais do que sessenta minutos – e isso, para os negócios, pode ser formidável.

Por isso, resolvi compartilhar com você algumas dicas para aprimorar sua gestão do tempo. São práticas na maior parte cotidianas, (relativamente) fáceis de serem adotadas e que devem contribuir para aumentar sua produtividade. Vamos a elas:

Procrastinação, não!

A palavra é esquisita, mas representa um grande risco para a sua gestão do tempo, trata-se da “arte de deixar para depois”. Bem, nem precisamos dizer o quanto isso pode ser perigoso, né?

Afinal, ao adiar um trabalho simples que poderia ser feito hoje, ele muito provavelmente se transformará em urgência amanhã. E urgência equivale a estresse, que pode resultar em um trabalho feito “nas coxas”. Assim, você deve evitar ao máximo essa prática.

Este artigo do site Gestão de Tempo traz algumas sugestões bacanas para que se evite a procrastinação e você também pode fazer o download do e-Book “Como Afastar a Procrastinação em 4 Passos” atravês desse link.

  • Tenha objetivos e metas: quando não estabelecemos onde queremos chegar, é fácil demais se perder. Então pergunte-se: qual o meu objetivo? É o aumento das vendas? Conquistar mais clientes? Ter mais tempo livre? A sua motivação é uma arma muito poderosa para evitar a procrastinação. Uma boa ideia é montar uma espécie de “quadro dos sonhos” com imagens reais mesmo, e deixá-lo em algum lugar visível. Assim, sempre que perder o foco, esse estímulo ajudará muito.
  • Conclua antes de aprimorar: é muito comum que, na nossa gestão do tempo, atrasemos ou entreguemos um trabalho pela metade porque nos esforçamos muito mais em elaborá-lo de forma perfeita. O ideal é o contrário: primeiro devemos acabar (mas acabar bem-feito, claro, com qualidade, no prazo e cobrindo o que era esperado) para, depois, se sobrar tempo, aprimorar a entrega.
  • Vença a guerra pelas batalhas: tarefas grandes e complexas podem ser “quebradas” em tarefas menores e mais fáceis. A tarefa de se escrever uma proposta comercial, por exemplo, pode ser bastante complexa; mas se dividir em “apresentar a empresa”, “escrever o problema a resolver”, “escrever a solução proposta” e “custos e cronograma”, as coisas ficam mais fáceis.

Combata os “ladrões do tempo”

Como falo no começo do artigo, vivemos em um momento em que muitos eventos podem nos dispersar – e muitas vezes nos rendemos sem que o percebamos.

POR EXEMPLO, QUANTAS VEZES VOCÊ JÁ OLHOU PARA O CELULAR OU RESPONDEU A ALGUMA MENSAGEM INSTANTÂNEA ENQUANTO LÊ ESSE ARTIGO?

Parece uma questão tola, mas não é. Somado, todo o tempo que gastamos com esse tipo de atividade pode fazer muita falta para as tarefas que realmente importam. E a gestão do tempo vai por água abaixo.

Veja outros exemplos de gestão do tempo e as principais formas de combatê-los:

Mensagens instantâneas (WhatsApp, Skype, Google Talk, chat do facebook etc) – trata-se, não há dúvidas, de excelentes facilitadoras de comunicação. Por outro lado, esses programas têm algo que é muito perigoso: um item de tela fique piscando até que você leia ou feche a janela. E não há dúvida de que isso é irresistível. O pisca-pisca acaba atraindo nossa visão, e tirando a concentração de algo que estávamos fazendo.

Algumas medidas podem ser tomadas para que estes programas não se transformem em “usurpadores compulsivos de atenção”:

  • Desligue as notificações: desde as janelas que aparecem e somem informando que uma nova mensagem chegou até o item piscando, que tanto incomoda;
  • Quando estiver em uma atividade que requer concentração, deixe o seu status em “Ocupado” ou “Não perturbe”; e
  • Crie uma rotina de observar se há alguma mensagem nova de tempos em tempos e não a todo instante.
Internet (Youtube, Facebook, Twitter e outros)

Quantas vezes não vemos colegas “navegando” na Internet, vendo sites de compras, de produtos pessoais, redes sociais, blogs, chat? O problema não é acessá-los, mas sim o tempo que se gasta os acessando. Algumas práticas podem ajudar na gestão do tempo e evitar que a internet se torne uma “ladra”:

  • No seu planejamento diário, procure sempre reservar um tempo para acessar sites de interesse pessoal (não relacionados com a sua atividade), redes sociais etc;
  • Consulte esses sites apenas nos horários que você determinou e apenas pelo tempo que você planejou;
  • O melhor é deixar o acesso a esses sites em casa ou em algum horário de intervalo (na hora do almoço, por exemplo). Procure se disciplinar: no começo, é difícil, mas o resultado na gestão do tempo e na produtividade pode ser percebido em menos de uma semana.

Enfim, estas são algumas práticas que podem contribuir para melhorar sua gestão do tempo. Espero que sejam úteis, e que sua produtividade aumente de verdade!

Se você usa uma técnica diferente para a Gestão do Tempo, deixe os seus comentários abaixo.

Mais alguns artigos que podem ser utéis para você:
 

 

Fonte: Endeavor Brasil.